Acção com sentido vs acção estéril

«Acção com sentido, para os revolucionários, é o que quer que aumente a confiança, a autonomia, a iniciativa, a participação, a solidariedade, as tendências igualitárias e a actividade autónoma das massas e o que quer que assista à sua desmistificação. Acção estéril e danosa é qualquer uma que reforce a passividade das massas, a sua apatia, o seu cinismo, a sua diferenciação numa hierarquia, a sua alienação, a sua confiança em que outros façam as coisas por si e o grau pelo qual podem ser manipulados por outros – até por aqueles que alegadamente agem em seu nome.»

Maurice Brinton / Solidarity, About Ourselves, 1967

Advertisements
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: