Disputa entre PSP e Al-Qaeda pelas ruas do Parque das Nações

O Ministério da Administração Interna (MAI) autorizou um reforço extraordinário do orçamento da PSP, no valor de cerca de cinco milhões de euros, para a aquisição de vário equipamento e material de ordem pública que vai ser usado na segurança da Cimeira da NATO, a 19 e 20 de Novembro. Pela pena delicodoce da reputada jornalista Valentina Marcelino.

5 milhões de euros gastos sem concurso público por ser “material crítico, de segurança”. Não foi dada a justificação da urgência porque afinal de contas a cimeira da NATO já está marcada há bastante tempo e esse argumento não seria aceite. Qual é então esse material crítico para garantir a segurança no Parque das Nações?

  • seis veículos antimotim, blindados, norte-americanos, iguais aos usados no Iraque, que servem para transportar e distribuir as equipas de intervenção para as chamadas “zonas quentes” de alteração de ordem pública.
  • material de segurança mais sensível (de informação e contra-informação, bloqueio de telemóveis, etc.)
  • escudos, viseiras, capacetes, gás-pimenta, gás lacrimogéneo, barreiras de protecção, estruturas móveis para montar check points de controlo de acessos.

E são estes equipamentos usados para garantir a segurança contra uma grande ameaça, a saber:

  • Al-Qaeda, que costuma andar em grandes grupos pela cidade de Lisboa ameaçando a ordem pública e que para isso usam telemóveis para marcar estes ajuntamentos de terroristas. Verificar a veracidade disto no DN, Ameaça da Al-Qaeda aproxima-se de Portugal.

Ah! Já me esquecia. Também dizem qualquer coisinha de uns grupos radicais cujos membros se vestem de negro, incluindo o rosto. Mas, sem confusões. Os 5 milhões são por causa da Al-Qaeda.

A Quebec Provincial Police, Canadá, a deter uns perigosíssimos manifestantes nos protestos durante a Cimeira dos Líderes Americanos em Montebello, 2007. Afinal os detidos eram agentes provocadores da polícia como se pode ver pelas botas iguais às da polícia. A evidência foi tão forte que a polícia se viu obrigada a admitir a acção.

Anúncios
Post a comment or leave a trackback: Trackback URL.

Comentários

  • Semeador de Favas  On Terça-feira, 28 Setembro 2010 at 11:07 pm

    Companheiro,
    perderam totalmente a vergonha na cara, os manutensores desta ordem miserável. Já fazem os planos e as negociatas à descarada, e é com a mesma lata que denunciam os seus objectivos: quanto a este ponto já nem precisamos de nos espantar ou preocupar em demasia.
    Agora, o que penso realmente que devemos cuidar – ainda que sem sentimentos paranóicos e paralizantes – é com esta táctica de utilização de agentes provocadores pela parte das forças repressivas, essa sim deveras perigosa para os nossos «movimentos e objectivos»: cautela.
    Os companheiros gregos é que já tem muita experiência na lide dessa rapaziada infiltrada…devemos aprender com os erros e não deixar que se reproduzam.
    Nunca fez tanto sentido o que um dia escreveste, já não sei bem a que propósito: «o cerco vai se fechando»
    Um abraço.

  • m  On Quarta-feira, 29 Setembro 2010 at 12:42 pm

    Concordo, claro. Precisamos mesmo de nos movimentarmos bem para conseguirmos enfrentar os próximos desafios, mas continuo sem ver capacidade e nem sequer vontade para o fazer.
    abç

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: